Header Ads Widget

Campanha Amo Aquecer arrecada agasalhos, cobertores e mantas

O Instituto Brasília Ambiental, além exercer a função de executor das políticas públicas de meio ambiente do Distrito Federal, se esforça para ir além, cumprindo uma função social. É dentro desse entendimento que o órgão participa da campanha Amo Aquecer, que incentiva a arrecadação de agasalhos, cobertores e mantas até o final do mês de agosto, numa parceria com o Instituto Amo Ajudar, material que será utilizado para ajudar a pessoas em situação de rua e em vulnerabilidade social.

Doação de material para ajudar moradores de rua e pessoas em vulnerabilidade social deve ser feita na sede do Instituto Brasília Ambiental | Foto: Divulgação / Instituto Brasília Ambiental

O superintendente de Administração Geral (Suag), Ricardo Roriz, lembra que é prática antiga da autarquia participar de campanhas sociais como essa, por meio de sua Diretoria de Gestão de Pessoas (Digep). “Acredito que toda instituição pública que tenha o poder de mobilizar, o poder de convencer e de unir esforços para um bem maior, deve fazê-lo. É uma função social, tem um caráter humanitário e traz cidadania às pessoas”, ressalta.

A caixa coletora para doações fica disponível, diariamente, no hall da sede do Brasília Ambiental, sendo recolhida ao final de cada dia pelo motorista do Instituto, João Paulo Cunha, nomeado guardião. Ele também é responsável por passar à Gerência de Capacitação e Desenvolvimento do (Gedes), periodicamente, um balanço do que foi arrecadado.

Colaboração

Voltada inicialmente aos servidores, a campanha Amo Aquecer foi ampliada e também está recebendo contribuições dos cidadãos dispostos a doar qualquer peça que possa aquecer alguém durante o período de frio intenso na capital. Os interessados podem ir até a sede do órgão e deixar, pessoalmente, sua doação na caixa.

O Brasília Ambiental está localizado no endereço SEPN, Q 511, Bloco C, Edifício Bittar, e funciona das 7h às 18h.

*Com informações do Brasília Ambiental

Postar um comentário

0 Comentários